Dados do município/localização

Fundação: 03/01/1916
Emancipação Política: 03 DE JANEIRO
Gentílico: JARDINENSE
Unidade Federatíva: Ceará
Mesoregião: SUL CEARENSE
Microregião: CARIRI
Distância para a capital: 540,00

Dados de características geográficas

Área: 457.034,00
População estimada: 26697
Densidade: 58,00
Altitude 648
Clima: TROPICAL SUBÚMIDO
Fuso Horário: UTC-3

Origem

As origens do Município de Jardim são remontadas desde o século XVIII, tendo como referência o fazendeiro Bento Moreira, casado com D. Sebastiana de Oliveira onde moravam no sítio chamado de corrente de Ramalho. Havia outro colono, pobre e consequentemente sem identificação no sítio cabeça do negro. Sua localização foi bastante isolada, de modo que somente por ocasião das grandes estiagens atrairia maiores investidores. Com a grande seca de 1791 á 1793, chegou a Jardim o primeiro imigrante Padre João Bandeira de Melo, vindo de flores acompanhado de índios e negros onde catequizava os pajeús. Era um homem muito valente e o que fez pela primeira vez foi promover o plantio de alguns cereais e edificar uma casa de barro, no local em que existe a residência do Padre Antônio Manuel de Sousa, que ainda hoje é conservada como monumento histórico. Logo em seguida ele construiu uma capela para Bom Jesus, que assim atraiu para grande número de pessoas, e suas casas foram se agrupando junto à capela.

História

O Município de Jardim era conhecido como Barra do Jardim e Santo Antonio do Jardim, uma antiga região indígena e, logo depois, palco de memoráveis acontecimentos históricos. As origens do Município de Jardim são remontadas desde o século XVIII, tendo como referência o fazendeiro Bento Moreira, casado com D. Sebastiana de Oliveira onde moravam no sítio chamado de corrente de Ramalho. Havia outro colono, pobre e consequentemente sem identificação no sítio cabeça do negro. Sua localização foi bastante isolada, de modo que somente por ocasião das grandes estiagens atrairia maiores investidores. Com a grande seca de 1791 á 1793, chegou a Jardim o primeiro imigrante Padre João Bandeira de Melo, vindo de flores acompanhado de índios e negros onde catequizava os pajeús. Era um homem muito valente e o que fez pela primeira vez foi promover o plantio de alguns cereais e edificar uma casa de barro, no local em que existe a residência do Padre Antônio Manuel de Sousa, que ainda hoje é conservada como monumento histórico. Logo em seguida ele construiu uma capela para Bom Jesus, que assim atraiu para grande número de pessoas, e suas casas foram se agrupando junto à capela. Anos depois, o fundador de Jardim dirigiu-se para Piancó, na Paraíba, seguindo rumo ao Piauí, passando em Porteiras, em cuja capela celebrou uma missa no dia 6 de janeiro de 1821.

Cultura

Jardim tem Santo Antônio como padroeiro e sua principal manifestação folclórica é a Festa dos Caretas, que ocorre na semana de Páscoa, ou Semana Santa, como é conhecida no nordeste. Há vários eventos na cidade: Festa dos Karetas (Semana Santa) Procissão com todos os santos (1 de Janeiro) - Segundo relatos, existente só em jardim. Semana do Município (Janeiro) Celebração da Semana Santa na Matriz Festa Coroação de Nossa Senhora (31 de Maio) Festa do Padroeiro Santo Antônio (13 de Junho) Vaquejada (Novembro) Festa ao Bom Jesus (23 a 31 de Dezembro) Festa dos Lírios (Outubro) Além das festas tradicionais, a cidade disponibiliza aos moradores e visitantes outras opções de lazer, como os atrativos naturais: Nascente Boa Vista Nascente Boca da Mata Nascente Gravatá Nascente Olho D'água Nascente do Toré Sítio Cabeça do Negro

Divisão Política

O município é dividido na sua Sede e em 5 distritos, além dos sítios, vilas e comunidades.

Curiosidades

Clima frio o ano inteiro. Apelidada de Suiça Cearense.

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito